Nem bem o prefeito Percival Muniz (PPS) anunciou que iria cobrar dos Partidos lealdade ao seu governo e o Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), mandou o seu pré-candidato a prefeito e atual vice do município, Rogério Salles, falar mais grosso.

A declaração de Salles ao jornal A Tribuna, foi certeira e deve repercutir hoje (13), segundo fonte da coluna Bastidores, na Câmara de Vereadores com discursos inflamados dos vereadores do PSDB e do presidente municipal do Partido da Social Democracia (PSD), Milton Mutum.

Fora a repercussão que deverá acontecer na Câmara, outro trecho da declaração de Salles deixou à todos que acompanham a política rondonopolitana meio perdidos foi de que todos os tucanos que estão nomeados na administração Percival, só ele que não poderia ser exonerado, o que é um fato, já que o cargo lhe pertence pois foi eleito pelo povo, mas e há sempre um mas, se o PSDB vai deixar a administração, se Salles é o candidato do PSDB à prefeito, não seria mais do que óbvio que Salles deveria renunciar?

Leia também:  Carlos Brito assume Casa Civil

Essa é uma pergunta que neste momento só o próprio Rogério Salles poderá responder, mas em um futuro bem próximo, os eleitores poderão responder caso Salles permaneça escondido na moita.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.