A partir desta gestão, os secretários municipais de Rondonópolis terão por obrigatoriedade publicar anualmente todos os bens e valores de propriedades no Diário Oficial. A determinação referente a transparência da conduta dos secretários é feita após o projeto de lei do vereador Rodrigo da Zaeli (PSDB) ser aprovado na Câmara Municipal e sancionado pelo executivo.

“A intenção é deixar bem claro para a população a evolução patrimonial dos secretários que prestam serviços a Rondonópolis. Eu fui secretário municipal e não vejo nenhuma dificuldade em fazer essa prestação da evolução patrimonial. O secretário tem que ter uma condição condizente com o ganho real que ele tem dos serviços da prefeitura,” destacou o vereador.

Segundo o vereador, a declaração do patrimônio já passa a valer nesta gestão. Ele explica também que a declaração deverá ser atualizada a cada ano e também na exoneração.

Leia também:  Após pedido do vereador Rodrigo da Zaeli repasse é feito pelo Governo do Estado para retomada de obras

“A secretaria de administração tem um prazo para exigir a obrigatoriedade dessa declaração de patrimônio de cada secretário e a cada ano essa evolução tem que ser atualizada e se o secretário for exonerado, for desligado, fazer a apresentação da evolução patrimonial final de todo o período em que esteve inserido,” comentou o parlamentar.

Para o vereador, com a publicação do patrimônio desde o ato da nomeação e atualização a cada ano no Diário Oficial, o cidadão terá mais uma ferramenta para estar atento a conduta do secretário.  “A lei oferece também mais tranquilidade para o próprio secretário, pessoas de bom costume e ‘boa-fé’ não terão problema em fazer essa declaração. Esta é mais uma ferramenta para ajudar a combater a corrupção,” argumentou o vereador.

Leia também:  Neuma ganha força e ajuda Pátio a tomar decisões
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.