Abobrinha verde - Foto: Varlei Cordova / AGORA MT
Abobrinha verde – Foto: Varlei Cordova / AGORA MT

Refogada, assada, frita ou empanada, a abobrinha verde tem ganhado mais apreciadores ao longo do tempo e a culinária brasileira, e um dos motivos está na sua capacidade de ajudar no emagrecimento. Rico em fibras, o legume melhora o funcionamento do intestino e contribui na perda de peso. Em média 100 gramas do vegetal carregam 20 calorias.

Seu consumo é indicado por apresentar fácil digestão, cerca de 94% da hortaliça é pura água. Ela ainda é rica em carboidratos e pequenas quantidades de proteína, lipídios e fibras. De acordo com especialistas, o ideal que o cliente compre a abobrinha inteira (in natura) e o recomendado que seja cortada na hora do preparo do prato. Sempre que possível é importante quer mantenha a casca do alimento por conter bastantes nutrientes.

Leia também:  Café na dose certa para preservar a sua saúde

 Nesta época do ano, ela é uma ótima alternativa para quem depende de horticultura. Segundo o feirante Reginaldo, a abobrinha é de fácil cultivo, não importa a época do ano para cultivar o legume. “A abobrinha é bastante procurada, ela agrada todo tipo de público e vende, por exemplo, mais que a abóbora moranga,” comentou o vendedor.

Consumidor comprando abobrinha na feiraEm média, o quilo do legume na feira custa entre R$ 3 a R$ 4. Para o cliente Adriano Roberto de Souza, 42 anos, o alimento não pode faltar na mesa. “Sempre que venho a feira procuro pela abobrinha, gosto de fazê-la refogada”, comenta o comprador.

Ao saber dos benefícios do legume, Adriano que pratica atividades físicas como caminhada e joga futebol, uma vez, por semana, disse que irá aumentar ainda mais o consumo da abobrinha. “Sem contar que além de ser um alimento gostoso é saudável,” concluiu Souza.

Leia também:  Confira dicas sobre alimentação saudável na gestação

Conheça os benefícios da abobrinha: controla o colesterol; controla a glicose; ajuda no tratamento da hipertensão; aumenta a memória e a concentração; previne a osteoporose; regula o funcionamento do intestino e previne o envelhecimento precoce.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.