O Tribunal Regional Eleitoral em Goiás (TER-GO) disponibilizou um aplicativo gratuito chamado Pardal, que permite que a população denuncie crimes eleitorais cometidos por candidatos em todo o estado. Os alertas são feitos por meio de fotos, vídeos ou áudios enviados ao órgão, que avalia se o caso configura ou não crime eleitoral. Dispositivo começou a operar no estado na segunda-feira (29).

Foto: Reprodução/TV Anhanguera
Foto: Reprodução/TV Anhanguera

“Se o eleitor entender que é uma irregularidade, ele já faz a foto ou grava o vídeo e a Justiça Eleitoral e o Ministério Público de Goiás [MP-GO] julgam se é realmente uma irregularidade ou não”, explicou o chefe de sistemas eleitorais, Patrício Rios.

Para fazer a denúncia, o eleitor deve registrar em vídeo, foto ou áudio a irregularidade e enviar a mídia pelo aplicativo. Segundo o TRE-GO, o denunciante precisa informar o nome e o Cadastro de Pessoa Física (CPF), mas pode pedir que esses dados fiquem em sigilo.

Leia também:  Homem é preso por entrar em cemitério, violar sepultura e furtar crânio do próprio pai

Entre as irregularidades que os eleitores podem denunciar estão cavaletes com propaganda dos candidatos no meio da rua, distribuição de brindes e outdoors divulgando os candidatos. O aplicativo já recebeu 80 denúncias de possíveis crimes eleitorais até o início da noite desta terça-feira (30), conforme dados do TRE-GO.
O aplicativo pode ser baixado de forma gratuita em smartphones e tablets dos sistemas Androide ou iOS. As denúncias também podem ser feitas por meio da página do TRE-GO.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.