Mais de 200 pessoas precisaram de atendimento médico após uma explosão em uma fábrica de fertilizantes químicos, em Chittagong, a maior cidade de Bangladesh. Um tanque com capacidade para 500 kg de amoníaco explodiu na noite de segunda-feira (22).

Centenas de moradores que viviam perto da usina de fosfato diamônico (DAP), localizada na cidade portuária, também foram obrigados a deixar suas casas, segundo a polícia e os bombeiros.
As autoridades mobilizaram uma equipe especial de 60 bombeiros depois que a explosão semeou o pânico entre os moradores da região.

Foto: AFP
Foto: AFP

Mesbah Uddin, chefe da administração do distrito, afirmou que 56 pessoas foram levadas ao hospital universitário de Chittagong após o vazamento e informou que a vida de ninguém corria risco.
“Foram fornecidos os primeiros socorros no local a 150 pessoas. Quarenta e oito seguem internadas, mas estão fora de perigo. Oito já receberam alta”, disse à AFP.

Leia também:  EUA investe em vacina contra a zika com produção em folhas de tabaco

Os bombeiros combateram durante a noite o vazamento de gás e finalmente declararam que a situação estava controlada na manhã desta terça-feira.
“Utilizamos alto-falantes para convocar as pessoas a evacuar a área. Centenas foram embora, mas voltaram quando a situação melhorou”, disse Uddin.

O chefe da polícia local, Rafiqul Islam, confirmou a ordem de que centenas de trabalhadores de fábricas próximas deixassem a região.
Outros funcionários disseram que o forte vento dispersou a nuvem de gás tóxico em um raio de 10 km e que foi detectado que algumas pessoas estavam doentes no aeroporto da cidade.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.