drogaMais de 90 quilos de maconha, divididos em 105 tabletes, foram apreendidos pela Polícia Judiciária Civil, nesta segunda-feira (29), na Rodovia BR-364, na saída de Cuiabá. A ação da Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE) foi desencadeada com base em denúncias de que um caminhão de uma empresa de colchões estava carregado com a droga.

O motorista, José Carlos Lemes da Silva, 40, que transportava o entorpecente, foi autuado em flagrante pelo crime de tráfico de drogas. Segundo a Polícia, a droga seria entregue no Estado de Rondônia. Com a apreensão, a DRE totaliza mais de 600 tabletes de maconha apreendidos em menos de duas semanas.

As investigações iniciaram após a equipe da DRE receber a denúncia de uma movimentação estranha, relacionada a carga do caminhão, próximo ao terminal de abastecimento da empresa de colchões.

Leia também:  Operação em MT prende 14 pessoas integrantes de 'família' de traficantes

Segundo o delegado, Ferdinando Frederico Murta, no processo de carregamento dos caminhões, os veículos entram, são abastecidos e saem lacrados, para o seu destino. “O que chamou atenção e levou a denúncia foi o fato de após ter sido carregado, o caminhão foi aberto e a carga mexida em diversas vezes durante uma semana”, disse o delegado.

Com base nas informações, a equipe da DRE passou a monitorar o caminhão, desde sábado (27). Na manhã de segunda-feira (29), os policiais perceberam que o veículo estava deixando a cidade. A abordagem do caminhão foi realizada na Rodovia BR-364, saída de Cuiabá, na estrada para o município de Jangada.

Os 105 tabletes de maconha foram encontrados escondidos dentro de caixas, em meio a carga de colchões. Questionado, o motorista confessou que recebeu R$ 9 mil para fazer a entrega do entorpecente em Porto Velho (RO).

Leia também:  Começa o julgamento dos acusados de matar jovem em padaria em 2011

O caminhão e o entorpecente foram apreendidos e o motorista encaminhado a DRE, onde foi lavrado o flagrante por tráfico de drogas.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.