Foto: PJC/ divulgação
Foto: PJC/ divulgação

Um homem com mais de 40 passagens por crimes de roubos e furtos foi preso pela Polícia Judiciária Civil, na manhã desta segunda-feira (03.08), em uma ação da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Cuiabá (Derf). O criminoso cumpria pena em regime aberto com monitoramento eletrônico e rompeu o dispositivo para não ser localizado pela Polícia.

O suspeito, Francisco Mercado, 36, era investigado pela Derf pela autoria em diversas ações criminosas, entre elas, o furto qualificado, no Sindicato dos Escrivães de Polícia, ocorrido no dia 01 de julho. Na ocasião, o suspeito tirou o portão do trilho para conseguir entrar no escritório.

Segundo a delegada Jannira Laranjeira Siqueira Campos, o detento também tem envolvimento em furtos em apartamentos da Capital, porém com um modo diferente da modalidade “Homem Aranha”, quando a técnica utilizada é a escalada. “Ele procura situações em que encontra facilidades para entrar e sair pela portaria do prédio. Na última tentativa, ele foi flagrado pelo porteiro que conseguiu evitar que o furto se consumasse”, disse a delegada.

Leia também:  Apostador de Cuiabá ganha sozinho quase R$ 2 milhões em sorteio do LotoFácil

Com a confirmação das condenações contra o criminoso, e verificação do mandado de prisão de recaptura em aberto, decretado pela 2ª Vara de Execuções da Capital, a equipe da Derf iniciou as buscas pelo foragido. Atualmente, o suspeito é morador de rua e foi localizado em um imóvel, próximo a Praça Maria Taquara, em Cuiabá.

No momento da prisão, Fernando estava com a mesma roupa em que aparece nas imagens do circuito interno de segurança do Sindicato dos Escrivães. Ele foi conduzido a Derf, onde teve a ordem de prisão cumprida e confirmou ser a mesma pessoa que aparece nas imagens.

Em interrogatório, o suspeito contou que rompeu a tornozeleira eletrônica e que a mantinha guardada, em um cesto de lixo, no bairro Lixeira. Antes de entregar o foragido ao Centro de Detenção, policiais da Derf apreenderam o dispositivo no local indicado pelo suspeito.

Leia também:  Ponte é incendiada na MT-339 e motoristas têm que percorrer 30 km a mais em via alternativa
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.