Madonna é capa da revista britânica LOVE e deu uma entrevista falando sobre fama e redes sociais. “Eu não me considero um ato pop”, começou ela. “Eu me considero uma artista. E é responsabilidade do artista de ser revolucionário em seu trabalho. É nossa responsabilidade, nossa obrigação e nosso privilégio”, avaliou ela.

Para a rainha do pop, as redes sociais deixaram o caminho para a fama mais fácil. “Eu já era famosa antes das mídias sociais, então para mim não é um fardo. Fama é a manifestação ou o produto do meu trabalho, e isso foi há duas décadas antes das redes sociais. Agora, para mim, o fardo é que as pessoas estão mais focadas na fama do que fazendo seu trabalho ou sendo um artista. É fácil ser famoso hoje em dia. O que não é fácil é se desenvolver e crescer como um artista sem ser distraído ou consumido pela fama”, opinou.

Leia também:  Baiana System e angolana Titica, ícone do kuduro, gravam música inédita para o Rock in Rio

Madonna também falou sobre sua relação com as redes, onde usou de espaço para desabafar sobre os problemas que teve com o filho Rocco no ano passado. “Eu gosto do Instagram porque é como manter um diário e cada dia eu posso dividir coisas diferentes da minha personalidade, minha vida, o que me inspira, o que me deixa furiosa, ou causas que eu quero lutar. Me permite ser misteriosa, irônica, provocativa ou orgulhosa. Eu uso como uma plataforma para trazer atenção para pessoas ou questões que eu acho que são importantes. Isso me permite ser a curadora da minha vida”, disse.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.