José Aires Gledf foi preso na manhã desta terça-feira (09), em Rondonópolis, pela equipe da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher (DDM) acusado de estupro de vulnerável. Ele se passava por pastor e estava sendo procurado desde julho de 2015 quando a avó da criança revelou os abusos na escola. “Sempre estivemos procurando. Até cartaz de procurado colocamos na delegacia. Ontem nos chegou uma informação e passamos a procurá-lo nas igrejas”, disse a delegada responsável Lígia Silveira.

De acordo com as informações, o suspeito mantinha um relacionamento com a mãe da menina que tinha outros dois filhos.

Na época a vítima tinha 10 anos e segundo ela os abusos aconteciam há cinco anos quando a mãe ia dormir na casa do falso pastor. Ele abusava dela em um colchão no chão do mesmo quarto que dormia com a mãe.

Leia também:  Motorista é preso por transportar 5 KG de cocaína escondida no painel do carro

A delegada afirmou que logo quando o caso começou a ser apurado a Justiça decretou a prisão do suspeito. A mãe das crianças nunca foi localizada para prestar esclarecimentos, porém a vítima e a avó materna, com quem as crianças moravam juntamente com a mãe, afirmam que ela sabia dos abusos praticados pelo companheiro. “Depois que passou a ser investigado ele mudou de casa com a mãe e as crianças ficaram com a avó” afirmou a delegada.

O suspeito foi interrogado nesta manhã e negou os abusos alegando que a enteada é mentirosa. Ele foi encaminhado para a unidade prisional de Rondonópolis.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.