Em conciliação realizada ontem no Tribunal de Justiça, o Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep) e o Governo do Estado mantiveram os itens do acordo firmado perante o Ministério Público, dentre os quais a correção da diferença do piso até dezembro de 2017. O cronograma de pagamento deverá ser entregue pelo governo até abril do ano que vem.

Segundo o promotor de Justiça Henrique Schneider Neto, a expectativa é de que a categoria chancele o acordo em Assembleia, nesta sexta-feira (05). Na reunião de ontem, também ficou estabelecido que os professores contratados que permanecerem com o contrato farão a reposição de aulas conforme calendário. Já os novos contratos serão remunerados com base na jornada semana, levando em consideração a reposição.

Leia também:  Trânsito deve aumentar fluxo de carros em 18 % no feriado

De acordo com o desembargador Juvenal Pereira da Silva, que é relator do processo que pede o fim da greve, a reunião foi bastante positiva no sentido institucional. “Nossa intenção ao convocar as partes foi considerar as necessidades de cada um, no sentido de construir um acordo. Primeiro porque esse litígio, o qual eu tenho uma das ações proposta pelo governo, não iria trazer dividendos a nenhuma parte da sociedade ou instituição e depois porque a paralisação traz prejuízo à coletividade estudantil que esta sem aula há aproximadamente 70 dias”, disse.

ATUAÇÃO: Outro ponto contemplado no acordo firmado perante o Ministério Público refere-se à implantação das Parcerias Públicos Privadas (PPs) nas escolas. Durante a reunião, realizada no dia 26/07, foi definido que o projeto será concluído pelo Governo do Estado e incluirá apenas as edificações e reformas dos prédios escolares. A implementação, no entanto, dependerá de deliberação e eventual aprovação nas convenções estaduais e municipais de educação.

Leia também:  Dupla foragida da Justiça é presa em MT
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.