Mais de 300 servidores do Governo Estadual pediram afastamento para se candidatarem aos cargos eletivos este ano. O afastamento que teve início no dia 02 de julho e vai até o dia 17 de outubro é cedido sem prejuízo de remuneração, ou seja, os servidores continuam recebendo salário durante toda a eleição.

Entre os órgãos com maior número de pré-candidatos estão as Secretarias de Educação com 209 servidores, de Justiça e Direitos Humanos com 32 e a Polícia Civil com 25 afastados. Apesar do número ser expressivo, ainda é menor do que nas eleições de 2012 quando foram 512.

Devido as mudanças ocorridas na Lei Eleitoral, não foi exigido este ano o registro de candidatura no ato do pedido de afastamento, porém os servidores tem até o dia 20 para entregar o comprovante de registro das candidaturas ou terão a licença cancelada.

Leia também:  Bruna Viola vence Grammy Latino 2017 com álbum "Melodias do Sertão"

Caso o servidor seja eleito, deverá retornar às suas atividades e, então, solicitar o afastamento para exercício de mandato eletivo a partir de janeiro de 2017.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.