O inquérito civil instaurado para apurar violação na regra do concurso – Foto: Você-repórter

Um inquérito foi aberto pelo Ministério Público do Estado de Mato Grosso para apurar se houve violação nas regras do concurso público realizado em Pedra Preta. A portaria foi assinada no dia 09 de agosto deste ano pela promotora de Justiça, Nathália Moreno Pereira.

O MP vai investigar se está havendo uma possível demora na nomeação dos concursados pela prefeita municipal de Pedra Preta, Mariledi Araújo Coelho Philipi. Conforme consta no inquérito o objeto da investigação é “apurar violação da regra do concurso público diante da manutenção de servidores com vínculo precária em detrimentos aos aprovados no certame 01/2016 e processo seletivo público 01/2016”.

Leia também:  Última etapa dos Jogos Escolares será realizada em Alta Floresta

Segundo consta no documento, a investigação foi aberta levando em consideração o pedido de providências feito pela Controladoria Geral do Município e um ofício do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Pedra Preta.

Ainda no inquérito destaca que caso comprovado os atos de improbidade administrativa acarretarão a suspensão dos direitos políticos, a perda de função pública, a indisponibilidade dos bens e o ressarcimento ao erário, conforme o artigo 37, inciso 4 da Constituição Federal.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.