Apenas no primeiro semestre de 2016, o Jornal Oficial dos Municípios, que é coordenado pela Associação Mato-grossense dos Municípios – AMM, proporcionou uma economia de R$ 17.751.269,43 às prefeituras, consórcios e outras entidades. Se somado aos valores das publicações referentes ao mês de julho, o montante chega a R$ 20.234.591,37. Os meses de março e maio foram os que tiveram maior número de lançamento de matérias gerando economia de R$ 3,3 e R$ 3,1 milhões, respectivamente.

O jornal é utilizado para publicar, sem custos adicionais, atos oficiais dos municípios associados, como: leis, decretos, portarias, balanços, editais, extratos de contrato, resultados de licitação, entre outros.  A publicação é elaborada em plataforma digital, com o objetivo de prestar melhor atendimento aos usuários.

Leia também:  Projeto prevê isenção para estacionamento em área Zona Azul

Os servidores municipais possuem login e senha e estão habilitados a fazer o cadastramento das matérias no sistema. Essa medida garante maior autonomia aos municípios, além do controle integral das publicações oficiais.

O presidente da AMM, Neurilan Fraga, ressaltou que a publicação está à disposição dos municípios e garante vários benefícios, como economia, eficiência e praticidade. “Priorizamos a prestação de serviço de qualidade e investimos para que os municípios tenham o melhor atendimento”, assinalou Fraga, destacando que o jornal também conta com o respaldo legal do Tribunal de Contas do Estado.

Os atos administrativos da AMM também são disponibilizados na publicação, visando garantir a transparência na administração da entidade.

Todas as edições publicadas são assinadas com certificado digital pela própria AMM, o que assegura legitimidade, autenticidade, integridade e a validade jurídica de documentos em forma eletrônica.

Leia também:  Sábado Social será amanhã (02), no bairro Capela do Piçarrão, em VG

Lançado em 2006, o Jornal Oficial se consolidou como um dos principais serviços oferecidos pela AMM. A publicação foi conquistando, gradativamente, a adesão das prefeituras e atualmente quase a totalidade dos municípios utiliza o serviço.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.