Divulgação
Foto: Divulgação

O Ministério Público do Estado de Mato Grosso, por meio da 3ª Promotoria de Justiça Cível de Sorriso, instaurou inquérito civil e requereu informações da Diretoria do Hospital Regional da cidade sobre supostas deficiências na rede de instalações elétricas da unidade, que colocariam em risco os pacientes. A suspeita é de que a lavanderia hospitalar instalada nas dependências do Hospital está ocasionando possível sobrecarga na rede elétrica.

Os fatos, segundo a promotora de Justiça Carla Marques Salati, estão sendo apurados para que ao final da investigação, o MPE adote as medidas cabíveis. Além da diretoria do Hospital, também foram requeridas informações da Presidência do Consórcio Intermunicipal de Saúde do Teles Pires e do Secretário Estadual de Saúde.

Leia também:  Mais de 40 acidentes são registrados durante feriado prolongado nas rodovias de MT

Cópia da Portaria de Instauração de Inquérito também foi encaminhada à Promotoria de Justiça Cível de Sinop para que tome conhecimento acerca da utilização da lavanderia instalada nas dependências do Hospital Regional de Sorriso também pela Fundação que administra a unidade do Hospital Regional de Sinop, já que o fato é apontado como uma das possíveis causas da sobrecarga na rede elétrica, além da precariedade das instalações elétricas no Hospital Regional de Sorriso como um todo.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.