O candidato a prefeito de Rondonópolis, pela coligação ‘Desenvolvimento Para Todos’, Zé Carlos do Pátio (SD), destacou à imprensa que irá priorizar a saúde básica de Rondonópolis para deixá-la entre as 100 cidades com o melhor indicador social do país. Atualmente, o município ocupa o 453º dos 5.000 avaliados no Brasil.

Em entrevista a uma rádio e um canal de televisão exibidos nesta terça-feira (23), Pátio afirmou que pretende melhorar os indicadores de longevidade e mortalidade infantil da cidade, ampliando os postos de saúde nos bairros, por meio do Programa Saúde da Família (PSF).

“Essa ampliação no PSF vai proporcionar, por exemplo, a uma grávida ter um acompanhamento pré-natal completo. Além disso, vamos investir na contratação de médicos geriátricos com objetivo de dar um melhor atendimento aos nossos idosos”, destacou.

Leia também:  Thiago Muniz comemora derrubada do IPTU “População não suporta mais aumento de impostos”

O candidato também disse que em seu mandato como prefeito, já priorizava a saúde básica de Rondonópolis. Sendo que deixou dinheiro em caixa para a construção de vários postos de saúde.

“Além do investimento no PSF, quando fui prefeito, conseguimos recursos federais para a construção da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade, onde foi finalizada pelo atual gestor”, comentou.

Já sobre a longa fila de pacientes que aguardam por uma cirurgia eletiva, Pátio afirmou que irá realizar, novamente, um mutirão para saná-la.

“Na época que eu era prefeito acabamos com essa ‘fila’ realizando um mutirão onde cerca de 6 mil pacientes foram operados da catarata, vesícula entre outras doenças. Para isso, chegamos a reabrir o Hospital São José para realizar os procedimentos cirúrgicos, e outros pacientes foram encaminhados para Poxoréu”, comentou.

Leia também:  Zaeli fala do projeto do IPTU e também sobre os problemas no Aeroporto Municipal

ALTA COMPLEXIDADE

Outro ponto que o candidato comentou nas entrevistas é a falta de cirurgias cardíacas e de hemodinâmicas na cidade. Apesar disso, ele lembrou que em Rondonópolis há uma clínica específica, mas que, diante do alto preço dos procedimentos, os pacientes acabam tendo que viajar para Cuiabá para serem atendidos.

“O que aconteceu foi que essa clínica não conseguiu se credenciar no Sistema Único de Saúde (SUS) porque o Ministério da Saúde não aceitou, já que Cuiabá sequer atende o teto de cirurgias. Por isso, sugerimos que a Secretaria Estadual de Saúde (SES) faça uma transferência de recursos para Rondonópolis tendo o intuito de realizar as respectivas cirurgias no município”, explicou.

Leia também:  Aula inaugural da Unemat em Rondonópolis acontece nesta segunda (4)

NOVAS UTI’s DA SANTA CASA

Considerado uma grande vitória para população de Rondonópolis, Zé do Pátio comemorou a inauguração das 30 Unidades de Terapia Intensiva (UTI’s), sendo 8 pediátrica, 10 semi-intensiva, 7 neonatal e 5 canguru, da Santa Casa da Misericórdia e Maternidade que irá ajudar significativamente na redução da mortalidade infantil.

“Não é possível aceitar que pais, com seu filho, entre a vida e a morte, eram obrigados a viajar para Cuiabá, Tangará da Serra e Cáceres em busca de um leito”, falou.

Por fim, o candidato lembrou que os leitos foram contratualizados por R$ 1.042.500,00 pelo Estado, porém destacou que ainda falta contratualizar cirurgias de angioplastia e de cateterismo.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.