Em apenas dois dias (17 e 18/09) foram registrados em Mato Grosso 75 downloads do Aplicativo Pardal na versão nacional. Considerando esse mesmo período, a adesão registrada em Mato Grosso foi maior que a ocorrida em outros Estados como São Paulo, Paraná e Minas Gerais. Foi no sábado (17/09) que o Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso informou à sociedade mato-grossense que a ferramenta já estava disponível para ser baixada gratuitamente.

O Pardal local, utilizado com grande sucesso pelo TRE-MT até esta sexta-feira (16), foi desativado a pedido do Tribunal Superior Eleitoral, que lançou o Aplicativo na versão nacional, a ser utilizado por todos os Tribunais Eleitorais do País.

O cidadão que já utilizava o Pardal local terá que desativá-lo e em seguida, baixar a versão nacional, disponível para download, gratuitamente, na loja virtual da Play Store. Basta digitar a palavra Pardal. É possível utilizar a ferramenta nos sistemas operacionais Android e iOS (iPhone).

Leia também:  Sebastião Rezende discute readequações na BR-364 em visita ao Dnit

A equipe técnica do TRE-MT considerou excelente o percentual de adesões ao Pardal nacional, em apenas dois dias. “O Pardal é uma importante ferramenta para denunciar irregularidades na propaganda e outros crimes eleitorais. Em dois anos foram registradas mais de 4 mil denúncias. Estávamos com receio que essa mudança, que requer que o usuário desative a versão local e baixe a nacional, mudasse essa realidade. Felizmente, estávamos equivocados, pois os cidadãos estão aderindo à nova versão”, frisou o secretário de Tecnologia e Informação do TRE-MT, Aílton Lopes.

O Pardal versão nacional permite que o cidadão registre o ato ilícito por meio de foto, vídeo e/ou áudio e envie os dados registrados à Justiça Eleitoral.

Leia também:  MPE entra com ação pedindo a demolição de muros e guarita em 4 ruas do Jardim Itália
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.