Quatro corpos esquartejados, “dois adultos e dois menores”, foram encontrados neste domingo (18) em uma casa que teria sido alugada por uma família brasileira, a cerca de 60 km de Madri, disseram à AFP a polícia e o prefeito do povoado onde ocorreram as mortes.

Foto: Guarda Civil Espanhola
Foto: Guarda Civil Espanhola

Em nota, o Itamaraty informou que, até o momento, não foi comunicado do caso e acionou o consulado em Madri para que busque mais informações com as autoridades locais.

As crianças têm “em torno de quatro anos e um ano” de idade, declarou um porta-voz da Guarda Civil, informando que os corpos esquartejados estavam em uma casa de Pioz, um povoado de menos de 4 mil habitantes próximo a Guadalajara, ao nordeste de Madri.

Leia também:  Japonesa perde título de princesa após anunciar noivado com plebeu

Segundo a Guarda Civil, a casa teria sido alugada por uma família “de origem brasileira”, mas esclareceu que é preciso esperar pelos resultados da necropsia para poder afirmar que os corpos encontrados são desta família.
Por sua vez, o prefeito do local, Ricardo García López, disse à AFP que a casa se encontra em uma região fora da cidade e as vítimas são integrantes de uma mesma família.

Segundo ele, de acordo com o depoimento de vizinhos, esta família teria alugado a casa e não era espanhola; seriam de origem latino-americana.
As autoridades foram alertadas por um vizinho “que percebeu o odor” procedente da residência, segundo a polícia.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.