Equipes de resgate retiraram cerca de 650 imigrantes e recuperaram cinco corpos de barcos em dificuldade ao largo da costa da Líbia nesta quarta-feira (14), informou a guarda costeira da Itália em um comunicado.

Foto: Stringer/AFP
Foto: Stringer/AFP

A Itália é o foco para centenas de milhares de imigrantes que fogem de conflitos e da pobreza na África, embarcando em barcos frágeis de traficantes de pessoas.

Um navio da Marinha italiana, uma embarcação comandada pelo grupo de salvamento Moas e o navio militar irlandês James Joyce participaram do resgate de seis barcos, disse a guarda costeira. O James Joyce recuperou os cinco corpos.

Foto: Stringer/AFP
Foto: Stringer/AFP

As causas exatas das mortes ainda não eram conhecidas, afirmou um porta-voz da guarda costeira, mas os imigrantes muitas vezes “viajam em condições desumanas, mais de 100 pessoas reunidas em botes que seriam adequados para algumas dezenas”.

Leia também:  Para conscientização, presidente da Coreia do Sul adota cão abandonado
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.