O Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) cumpre neste momento três mandados de prisão contra o ex-presidente da Câmara de Vereadores da Cuiabá, João Emanuel Moreira Lima. Atualmente ele se encontra detido no Centro de Ressocialização, o antigo “Carumbé”.

De acordo com o Gaeco, a prisão preventiva foi decretada nos autos de três ações penais resultantes das operações Aprendiz e Assepsia. Na ‘Aprendiz’ por desvio de dinheiro da Câmara Municipal, e na transferência de um terreno de forma fraudulenta. Já na Assepsia, o vereador foi acusado de corrupção ativa, por tentativa de compra de decisões judiciais, no valor de R$ 1 milhão, para que fosse colocada em liberdade uma família presa por tráfico de drogas.

Leia também:  Maluf defende que recursos de novo fundo sejam destinados ao MT Saúde

Vale lembrar que na última sexta feira (16), João Emanuel foi preso também pelo Gaeco por lavagem de dinheiro em ação penal referente a operação “Aprendiz”.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.