A professora Aveline Gregoire, de uma escola primária da Bélgica, desenvolveu um jogo on-line para as pessoas caçarem livros em vez de monstrinhos virtuais.

A brincadeira começou com os estudantes, mas, em poucas semanas, a iniciativa já atraiu mais de 40 mil “caçadores” de todo o país.

- Foto: reprodução / Facebook
– Foto: reprodução / Facebook

Em entrevista à Reuters, Aveline conta que a ideia surgiu por acaso, quando arrumava sua estante de livros e percebeu que não tinha mais espaço para guardá-los.

Como eu tinha jogado “Pokémon Go” com meus alunos, eu tive a ideia de libertar os livros na natureza”, contou Aveline.

O “Chasseurs de livres” (caçadores de livros) consiste em um grupo no Facebook, onde os participantes publicam fotos e dão dicas de onde esconderam um livro, para que sigam atrás deles.

Leia também:  Coreia do Norte lança míssil em território japonês e deixa Rússia com grande preocupação

Quando uma pessoa encontra um livro e termina de lê-lo, ela deve “libertá-lo” novamente.

Os livros escondidos são de vários estilos, desde infantis a obras de terror de Stephen King.

Eles estão escondidos em várias cidades belgas, normalmente enrolados em plástico para proteger da chuva.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.