Foto: FASER
Foto: FASER

O senador José Medeiros (PSD-MT) participou, ontem (14.09), em Aracaju-SE, do encontro nacional das entidades filiadas à Federação dos Trabalhadores da Assistência Técnica e Extensão Rural (FASER), onde assumiu o compromisso de trazer para o Senado Federal as pautas da extensão rural e da pequena agricultura para ser debatidas.

“Estamos atentos e vamos fazer um trabalho em conjunto para que se possa evoluir na discussão sobre a extensão rural e a pequena propriedade. Precisamos trabalhar para evitar o chamado êxodo rural. Nesse sentido, é preciso que a população saiba que boa parte do que vai para a mesa do brasileiro vem da pequena propriedade”, destacou.

O senador recebeu das entidades filiadas à FASER a seguinte pauta de reivindicações: valorização dos trabalhadores, criação e implantação fundo federal para o financiamento do sistema nacional, o funcionamento da Agência Nacional da Assistência Técnica e Extensão Rural (ANATER) e a estruturação das empresas públicas de Assistência Técnica e Extensão Rural (EMDRAGO).

Leia também:  Presidente da OAB se manifesta sobre advogada que chamou Maggi de "cocaleiro"

José Medeiros disse que, no Senado Federal, a instância para esse debate é a Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA), “onde os trabalhos são conduzidos brilhantemente pela senadora Ana Amélia”. Ele disse ainda aos representantes da FASER que apresentou requerimento para que a CRA realize audiência pública para debater a Política Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural para a Pequena Agricultura e Reforma Agrária (PNATER).

Durante o encontro em Aracaju, as entidades filiadas à FASER presentes no encontro mostraram-se bastante preocupadas com o fim do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e, segundo disseram, devem perder algo em torno de 200 milhões de reais em recursos financeiros, em 2017, prejudicando ainda mais as pequenas propriedades, fazendo com que o número de famílias desassistidas ultrapasse a marca de um milhão.

Leia também:  Líder do PSDB faz ameaça e diz, quem votar em favor de Temer em denúncia "vai pagar caro"

Michel Temer – José Medeiros afirmou que convidou o ministro-chefe da Casa Civil da Presidência da República para uma audiência na CRA, onde Eliseu Padilha declarou que ainda neste mês de setembro seria recriado o MDA. “Esse foi o compromisso que ouvimos do ministro. Mas, vamos até presidente Michel Temer para explicar a real necessidade de se legitimar, como políticas de Estado, as questões agrárias e fundiárias, que são demandas da sociedade e dos movimentos sociais. É preciso políticas de reforma agrária e de desenvolvimento rural sustentável, com enfoque na pequena propriedade rural. Portanto, o MDA é de suma importância”, destacou.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.