Foto: Reprodução/Facebook
Foto: Reprodução/Facebook

Uma nova linha de investigação aponta que o alvo dos atiradores que mataram o jovem Marlon Roldão no saguão do aeroporto de Porto Alegre seria um amigo dele, que estava indo viajar para o Espírito Santo. Conforme a polícia, este amigo tinha antecedentes criminais e estava recebendo ameaças.
Por isso, ele teria resolovido deixar a capital gaúcha. A polícia liga o crime à disputa de facções criminosas em Porto Alegre.

“O Marlon não seria o alvo. Talvez alguém teria apontado a pessoa errada para eles. Uma execução para demonstração de força entre facções rivais”, diz o delegado Adriano Melgaço, responsável pela investigação.
Conforme o delegado Melgaço, todos os jovens que foram ao terminal 2 do Aeroporto Internacional Salgado Filho na segunda-feira (19) são moradores da Vila Jardim, bairro da Zona Norte de Porto Alegre, que é dominada por uma facção criminosa. Marlon chegou a morar no bairro e, mesmo após ter deixado a Vila Jardim, mantinha amigos na região.

Leia também:  Pai obriga criança participar de roubo a carro que termina em perseguição policial
Foto: Eduardo Moura/G1
Foto: Eduardo Moura/G1

As imagens das câmeras do aeroporto mostram que, na hora do ataque, o grupo de jovens não consegue ver os atiradores, pois estavam estavam de costas. Segundo o delegado, este fato pode ter confundido os criminosos. Outra hipótese levantada pela polícia é que, mesmo sabendo que Marlon não era o alvo, eles decidiram atirar para demonstrar poder.

A Brigada Militar classificou, em nota, como “equívoco” a interpretação do decreto, citado pela Infraero em nota. “O artigo 12 demonstra claramente que a principal responsabilidade pela segurança nos aeroportos cabe à Polícia Federal. O artigo 13 elucida que as funções de polícia judiciária e ostensiva para preservação da ordem pública podem ser executadas pelos órgãos estaduais, por meio de convênio.”

Leia também:  Operação contra tráfico de drogas prende 46 pessoas no Rio de Janeiro
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.