Quase um ano preso, enfim o ex-secretário da Casa Civil Pedro Nadaf conseguiu a liberdade. A decisão saiu na tarde de ontem (5), dada pela juíza Selma Rosane Santos Arruda, da 7ª Vara Criminal de Cuiabá, que revogou a prisão.

Nadaf estava preso desde 15 de setembro de 2015, quando foi deflagrada a 1ª fase da “Operação Sodoma”. Ainda teve mandados de prisão expedidos nas operações “Seven” e “Sodoma 2”, que era o único que ainda vigorava.

A soltura de Nadaf ocorreu após ele ter confessado a existência de uma organização criminosa durante a gestão do ex-governador Silval Barbosa (PMDB).

Nas ações penais da 1ª e 2ª fase da “Operação Sodoma”, Nadaf revelou detalhes sobre as fraudes. Ele ainda tem prestado depoimentos sigilosos ao Ministério Público, onde teria contado sobre outros esquemas que teria conhecimento ou participado durante a gestão passada.

Leia também:  Grupos de quadrilha recebem Moção de Aplauso da Câmara Municipal

Nadaf que será monitorado por uma tornozeleira eletrônica terá que ressarcir o erário em R$ 4 milhões.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.