Considerada por muitos a estação mais bonita e esperada do ano, a primavera começou oficialmente hoje (22) às 11h21. A estação chega com a expectativa de chuvas para os próximos meses na maior parte do Brasil.
Com a possível formação do fenômeno La Niña, que provoca a diminuição da temperatura no Oceano Pacífico, o clima e a temperatura durante a primavera podem ser alterados, trazendo para grande parte das regiões do país um fluxo maior de chuva, geadas e até granizo.

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o La Niña ainda está em uma fase de neutralidade no oceano, com isso, as chuvas acabam favorecendo algumas regiões. O Nordeste, que enfrenta uma seca severa desde 2012, poderá ter chuvas concentradas em algumas cidades da região nesta estação.

Leia também:  Bandido mata comparsa em desentendimento durante fuga de assalto

Com mais de 90 dias sem chuvas significativas e com os reservatórios abaixo da média, o Centro-Oeste deve voltar a ter chuvas regulares e intensas. No Norte do país, a expectativa é de chuvas acima da média.

A Região Sudeste também será atingida com chuvas acima da média, exceto algumas cidades, como São Paulo, em que o nível de chuva será abaixo do histórico. Nas áreas vulneráveis da Região Sudeste, as chuvas devem provocar enxurradas.

O norte de Minas Gerais, que atualmente sofre com a seca, deve receber um fluxo maior de chuvas, amenizando a situação da região. O Rio São Francisco, que está em estiagem desde 2012, poderá aumentar seu nível de água durante a primavera.

Leia também:  Crianças entram em terreno para chupar manga e são cruelmente agredidas por proprietário

A única região do país que não receberá um nível maior de chuva nesta estação é o Sul. A chuva será irregular, com nível abaixo do normal.

A primavera termina no dia 21 de dezembro, às 8h44, dando espaço para o verão.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.