Os profissionais da Educação vão paralisar nesta quinta-feira (22) para uma manifestação pública, na Praça Brasil, em Rondonópolis. A mobilização ocorrem em razão de projetos que tramitam no Congresso Nacional, que segundo o Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep-MT) infringem os direitos da categoria.

Segundo o sindicato, os servidores públicos da áreas vão as ruas para lutar pela manutenção do piso salarial dos Profissionais da Educação, contra os projetos de Lei para congelamento dos salários (PEC 241), terceirização dos profissionais da Educação (PL 4.330) limitações dos Planos de Carreira (PLP 257); desvinculação dos royaltes do Petróleo para Educação (PL 4567); fim da aposentadoria especial e contra a meritocracia como política remuneratória e a lei da Mordaça.

Leia também:  Incêndio já dura mais de 10 dias e respirar em Rondonópolis fica cada vez mais difícil

Na quinta-feira (22), haverá em todo país o ‘Dia Nacional de Paralisação’, em Rondonópolis ocorrerá a mobilização no Estado se dará nos dois momentos. Na parte da manhã serão realizadas atividades nos respectivos locais de trabalho para esclarecimentos da comunidade escolar sobre os projetos que tramitam no Congresso e às 15h30 um Ato Unificado na Praça Brasil. “O envolvimento de cada um/uma é fundamental para garantir direitos históricos sobre ameaça que tramitam no Congresso Nacional,” diz trecho da nota enviada pelo Sindicato.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.