Os programas de governo de Rogério Salles – 45, da Coligação “Rondonópolis merece mais”, já devidamente registrados na Justiça Eleitoral, estão sendo copiados até pelos adversários, que reconhecem as boas ideias e agora, afirmam que vão fazer, quando já deveriam ter feito.

Os projetos de Rogério estão calcados na modernidade de gestão, e visam, sobretudo, tornar Rondonópolis na “cidade da gestão transparente, eficiente e objetiva”.

Compromissado com a ética e a responsabilidade social de gestão, Rogério vai combater incisivamente o desperdício e a corrupção no serviço público. Para isso, ele vai construir o almoxarifado central, onde estarão concentrados os setores de compra e distribuição do município, segmentados por cada secretaria e departamento do município.

Leia também:  Temer comete "gafe" se referindo ao país de Paraguai por Portugal na frente de presidente paraguaio

Com esse mecanismo o prefeito e a municipalidade vão poder ter completo controle de tudo o que for adquirido pela prefeitura, conferir o valor pago, a qualidade e, quantidade, evitando que aconteçam faltas de materiais prioritários em áreas essenciais como saúde e educação entre outros, e que dependem da oferta de materiais, medicamentos e equipamentos, que muitas vezes acabam faltando por falta de gerenciamento e controle. Dessa forma muita economia será feita, e muito desperdício de dinheiro público e até eventuais atos de corrupção serão evitados.

Rogério vai criar ainda o aplicativo “Prefeitura Online” que vai agilizar alguns serviços prestados pelo município, possibilitando o acompanhamento, em tempo real, de obras públicas, por exemplo, e a simplificação de processos administrativos atualmente burocráticos e demorados.

Leia também:  Cinco militares viram réus após denúncia ao TJ por “grampos”

“A transparência e a ética, serão o ponto alto da gestão, com o povo fiscalizando e acompanhando todas as ações da prefeitura em tempo real. Eu digo isso, porque Rondonópolis merece muito mais do que aí está”, garante Salles.

Além disso, ele vai unificar e automatizar as ouvidorias municipais para que todas as denúncias e sugestões sejam efetivamente apuradas e um plano de ação seja elaborado e executado.

Rogério vai trabalhar em sintonia e parceria com as comunidades; para isso vai fomentar sistemas de autogestão nos bairros, onde os líderes e presidentes de associações de moradores poderão participar da gestão e contribuir com sugestões de demandas e necessidade de cada comunidade.

E para que as pessoas tenham conhecimento dos progressos e avanços, ele vai criar um sistema de monitoramento e avaliação das políticas públicas do município de Rondonópolis. Tudo isso, ainda será incrementado com programas de valorização dos servidores públicos com a implantação de programas permanentes de formação e qualificação de mão de obra.

Leia também:  Neuma ganha força e ajuda Pátio a tomar decisões
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.