A greve dos bancários chega ao seu 11º dia e a categoria decidiu estender a paralisação após o fracasso nas negociações com a Federação Nacional de Bancos (Fenaban) que não apresentou nenhuma nova proposta durante a 8ª rodada de negociação feita nesta quinta-feira (15). Em Rondonópolis, 16 agências continuam fechadas.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Bancários de Rondonópolis e Região Sul, Luiz Carlos Morais Delgado, a Federação manteve a proposta de 7% de reajuste nos salários e benefícios, menos da metade do que reivindica a categoria que é de 14,6% (5% de aumento real, mais a correção da inflação).

Os bancários também reivindicam Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS), valorização do piso salarial 24 (equivalente ao salário mínimo do Dieese em valores de junho último), PLR de três salários mais R$ 8.317,90, melhores condições de trabalho, saúde, segurança, igualdade de oportunidades e garantia de emprego.

Leia também:  Santa Casa | Rondonópolis é a 2ª cidade no MT a realizar cirurgias cardíacas

Diante do desfecho da negociação de ontem (15), o presidente do Sindicato informou que a categoria segue em greve. “Vamos dar continuidade a paralisação, o Comando Nacional regulamenta as nossas ações e também estão por dentro das negociações,” comentou Luiz Carlos.

Ao todo, segundo informações do Sindicato dos Bancários de Rondonópolis e Região Sul, cerca de 300 bancários aderiram à paralisação.

Serviços

Os clientes podem usar os serviços bancários por meio de caixa eletrônicos, correspondentes, internet banking, mobile banking e telefone.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.