Foto: CDC/Cynthia Goldsmith
Foto: CDC/Cynthia Goldsmith

Um americano de 38 anos pode ter sido infectado pelo vírus zika através das lágrimas ou do suor do seu pai moribundo, disseram pesquisadores, no que seria o primeiro caso documentado de uma transmissão desse tipo, se for confirmado.
O homem, do estado de Utah, ficou doente depois de ajudar a cuidar do seu pai, de 73 anos, que foi hospitalizado em junho com zika depois de ter sido infectado durante uma viagem ao México.

Foi descartado que o contágio do filho tenha ocorrido pelos métodos de transmissão conhecidos – através da picada de um mosquito infectado ou do contato sexual com uma pessoa infectada -, de acordo com um estudo de caso publicado na quarta-feira no “The New England Journal of Medicine”.

Leia também:  Garoto de 4 anos fica traumatizado após presenciar avô sendo morto em ataque

Ele havia enxugado as lágrimas do pai e ajudado uma enfermeira a reposicioná-lo na cama sem usar luvas, disse o jornal. Além disso, não teve contato com o sangue de seu pai ou com outros fluidos corporais.
Testes encontraram uma concentração anormalmente elevada do vírus zika no sangue do pai, mais de 100 mil vezes maior do que os níveis encontrados em outros pacientes, de acordo com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos.

Foto: Shutterstock
Foto: Shutterstock

O alto nível poderia explicar “como o segundo paciente pode ter contraído o vírus pelo contato casual do paciente primário, o primeiro caso documentado deste tipo”, segundo um comunicado da Escola de Medicina da Universidade de Utah, onde ambos os pacientes foram tratados.
Os pesquisadores não sabem por que os níveis de zika no sangue do pai eram tão altos, mas especulam que poderia ser porque ele já havia contraído dengue.

Leia também:  Pesquisa no Reino Unido identifica 27 genes que podem prevenir tumores

Algumas pesquisas sugerem que infecções anteriores pelo vírus da dengue podem piorar uma infecção pelo zika, afirmou o jornal “Washington Post”, citando Sankar Swaminathan, especialista em doenças infecciosas da Universidade de Utah.

O pai também havia sido submetido a radioterapia um mês antes devido a um câncer de próstata, e estava recebendo terapia hormonal antiandrógeno, mas não tinha um sistema imunológico comprometido antes de adoecer pelo zika, disse o estudo do caso.
Primeira morte por zika nos EUA

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.