Imagem: criança desorientada ao ver mãe morrer
Foto: Fabiano Rocha / Extra

Pérola, de apenas 2 anos, teve sua rotina de criança completamente alterada desde a última quarta-feira, quando viu a mãe, Bruna Lace de Freitas, de 21, ser atingida por uma bala perdida no apartamento da família, no Engenho da Rainha, Zona Norte do Rio. A jovem acabou morrendo momentos depois, numa Unidade de Pronto Atendimento (UPA), e desde então a menina tem se mostrado assustada e não consegue dormir durante a noite.

– A Pérola está muto apavorada. Ela dá uns cochilos, mas logo acorda assustada. Esta noite, da primeira vez que acordou, chamou pela mãe. A gente fica sem saber o que dizer. Depois começou a chorar. E é isso: chora o tempo todo – contou a operadora de teste Vilma Carlos Lace, de 24 anos, irmã de Bruna, ao EXTRA, nesta sexta-feira.

Leia também:  Mais de 30 bombeiros são presos suspeitos de cobrar propina para emitir alvará

Segundo ela, a família vai procurar acompanhamento psicológico para a garota.
– Com certeza ela está traumatizada. Ontem (quinta-feira), ela ficou agarrada com uma boneca no colo. Num determinado momento, jogou a boneca no chão, apontou para ela e falou: “Mamãe caiu”. E continua repetindo isso.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.