Local onde a criança foi encontrada - Foto: PJC
Local onde a criança foi encontrada – Foto: PJC

A Polícia Judiciária Civil identificou a mãe da criança recém-nascida, do sexo feminino, encontrada em uma caixa de papelão, na última quinta-feira (13.10), no Distrito Industrial do município de Campo Verde (131 km ao Sul).

A funcionária da empresa, que inicialmente afirmou ter encontrado o bebê, é a mãe da recém-nascida. A jovem, de 18 anos, foi ouvida, na tarde desta segunda-feira (17), antes de passar por um procedimento de curetagem.

Na sexta-feira (14) passada, a jovem, ao prestar informações como testemunha, na Delegacia de Campo Verde, contou que havia encontrado o bebê, dentro de uma caixa de papelão, ao lado de uma lata de lixo, quando saía da fábrica, em que trabalha, na região do Distrito Industrial.

Leia também:  Operação Herbal | Mais de 30 mandados devem ser cumpridos em MT

No final de semana, durante investigações sobre o caso, policiais trabalharam a informação passada pela mulher e nas diligências descobriram que ela era a mãe da criança e que tinha dado à luz ao bebê dentro da empresa em que trabalha.

Durante depoimento na Polícia Civil, a mulher confessou que teve o bebê no dia 7 de outubro, sozinha e sem ajuda. Segundo ela, a criança nasceu dentro do banheiro da empresa e ela mesma arrebentou o cordão umbilical quando puxou o bebê. A mulher contou ao delegado Mario Santiago, que durante uma semana a recém-nascida passou as noites sozinha na empresa.

“A mãe chegava às 6h30 na empresa, amamentava e ficava com a filha. Por volta das 18h30 deixava a criança dentro da caixa de papelão, sozinha, na empresa e só voltava a alimentar a bebê no dia seguinte”, disse o delegado.

Leia também:  Mais três fugitivos são presos e sobe para 10 o número de recapturados em Rondonópolis

No depoimento, a jovem disse que abandonou a filha por ter muito medo de seu padrasto, que segundo ela é agressivo e por conta disso, ele e sua mãe não sabiam da gravidez. Mesmo dizendo que a família do pai da criança tinha conhecimento de sua gestação, a jovem alegou que deixou a filha em frente à empresa, esperando que alguém ajudasse.

Conforme Santiago, quando foi lhe perguntado o motivo dela, como mãe, não ajudar a própria a filha, a jovem chorou. A recém-nascida continua sob os cuidados do Conselho Tutelar de Campo Verde.

A mãe da criança, que não teve o nome divulgado, irá responder por abandono de incapaz. Agora o caso segue para Justiça, que determinará sobre a guarda da criança.

Leia também:  Após passar a noite em festa com amigos, mulher denuncia abuso sexual
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.