Casal preso pela Polícia Militar - Foto : Messias Filho / AGORA MT
Casal preso pela Polícia Militar – Foto : Messias Filho / AGORA MT

Um casal foi preso pela Polícia Militar (PM) em uma residência na noite desta quinta-feira (27), no bairro Alfredo de Castro, em Rondonópolis (MT). Eles foram identificados como Aine Cruz da Fonseca, 19 anos e Allan Gomes da Silva, 24 anos, vulgo ‘Café’. O casal deve responder pelos crimes de tráfico de drogas, receptação, porte ilegal de arma de fogo e por corromper ou facilitar a corrupção de menores.

A Polícia recebeu a informação através de denúncia anônima de que o local estava sendo frequentado por usuários de drogas e que existia a possibilidade de um casal estar efetuando vendas de entorpecentes na residência.

Droga,dinheiro,celulares e outros objetos apreendidos pela Polícia Militar - Foto : Messias Filho / AGORA MT
Droga,dinheiro,celulares e outros objetos apreendidos pela Polícia Militar – Foto : Messias Filho / AGORA MT

Na casa a PM apreendeu duas porções de uma substância aparentando ser maconha, mais de R$ 600 em dinheiro, duas munições calibre .22 intactas, 1 pedra pequena de uma substância aparentando ser pasta base de cocaína e outros materiais.

Leia também:  Casal é trancado em banheiro e assaltantes fazem "limpa" em residência

Os suspeitos não souberam informar para a Polícia onde adquiriram os materiais e o dinheiro apreendido. A suspeita Aine que afirmou estar grávida de 2 meses relatou ainda que foi vítima recentemente de disparos de arma de fogo.

Alan Gomes da Silva preso pela Polícia Militar suspeito de vários crimes - Foto : Messias Filho / AGORA MT
Alan Gomes da Silva preso pela Polícia Militar suspeito de vários crimes – Foto : Messias Filho / AGORA MT

O suspeito Allan possui mandado de prisão em aberto pelos crimes de homicídio e tentativa de homicídio  desvendado pelos investigadores da Divisão de Crimes Contra a Pessoa (DCCP) sobre cinco homicídios registrados em 2015.

O casal foi detido e conduzido até a 1ª Delegacia de Polícia (1ª DP) para as providências cabíveis e durante todo o depoimento o suspeito Allan tentou mentir o nome para a PM.

As informações constam em registro no Boletim de Ocorrência (BO).

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.