Usuários da escola Francisca participando da reunião - Foto : Messias Filho / AGORA MT
Comunidade da Escola Francisca participando da reunião – Foto : Messias Filho / AGORA MT

A União das Associações de Moradores da Região Salmen (Unisal) realizou uma reunião com a comunidade do bairro Vila Olinda na noite desta sexta-feira (28), em Rondonópolis. O objetivo do encontro foi discutir a possibilidade da implantação do sistema de ensino em tempo integral na Escola Estadual Francisca Barros.

Maria Cristina presidente do bairro Ana Carla - Foto : Messias FilhoMaria Cristina presidente do bairro Ana Carla - Foto : Messias Filho / AGORA MT / AGORA MT
Maria Cristina presidente do bairro Ana Carla – Foto : Messias Filho / AGORA MT

De acordo com informações da presidente do bairro Ana Carla, Maria Cristina, a comunidade escolar já recebeu o comunicado sobre a possibilidade da implantação do sistema integral. “A pauta é que a comunidade escolar já recebeu um comunicado que terá que atender o período integral, só que não terá vagas para atender a todos os alunos, por isso vamos discutir com a comunidade para buscar uma solução” explicou a presidente de bairro.

Leia também:  Nova proposta do IPTU vai reduzir imposto de cerca de 48 mil famílias

Ainda conforme informações de Maria Cristina a implantação busca atender apenas os alunos do Ensino Médio, deixando de fora os alunos do Ensino Fundamental e da Educação de Jovens e Adultos (EJA). Caso a implantação seja aprovada mais de 700 alunos ficarão sem destino, sendo remanejados para longe de casa. “É complicado para os pais terem que sair para longe de suas casas para levar as crianças. Muitos adolescentes do Ensino Médio também trabalham e não vão poder estudar em período integral” informa a presidente.

Ricardo Borges presidente da UNISAL - Foto : Messias Filho / AGORA MT
Ricardo Borges presidente da UNISAL – Foto : Messias Filho / AGORA MT

O presidente da Unisal, Ricardo Borges, ressaltou que a reunião busca antecipar as discussões, ouvindo a opinião de toda comunidade. “Precisamos buscar um direcionamento em relação as vagas destinadas aos alunos” pontua Ricardo.

Leia também:  Feriado de 7 de setembro terá transporte público gratuito para a população
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.