Reprodução / Rede Record
Reprodução / Rede Record

Câmeras de segurança flagraram uma empregada doméstica furtando pertences dentro da casa dos patrões. A mulher escondia os objetos entre os seus itens pessoais para levá-los sem levantar suspeita. Segundo as vítimas, ela pegava desde materiais simples, como caderno, até equipamentos eletrônicos. Após procurar a polícia, o casal descobriu que já havia outras denúncias contra a mulher.

Nas imagens é possível identificar que a empregada agia sempre da mesma forma: escolhia o objeto que seria furtado quando os patrões não estavam em casa e depois levava até o lavabo ou cozinha, onde havia uma bolsa de uso pessoal, para guardá-lo. Em seguida, ela continuava o trabalho normalmente.

De acordo com Flávio Sarquis, no primeiro dia de trabalho, a funcionária foi embora do local com uma blusa da patroa. Entretanto, somente depois de três semanas é que o casal começou a desconfiar, após a suspeita deixar aberto um armário que ela não deveria mexer.

Leia também:  Ônibus com destino a BA perde o controle e capota deixando 10 mortos e 21 feridos

Inicialmente, a mulher negou as acusações, mas voltou atrás após ver as filmagens. Em uma conversa pelo aplicativo Whatsapp, a patroa cobrou a devolução dos objetos levados e até uma quantia de dinheiro que teria sido roubada. A acusada devolveu alguns pertences e respondeu que tentava fazer um empréstimo para pagá-la. A família procurou a polícia e, para a surpresa do casal, não era a primeira vez que a empregada era acusada de cometer esse tipo de crime.

De acordo com a polícia do Rio de Janeiro, outras vítimas da mesma mulher serão ouvidas, mas com a divulgação das imagens, novas vítimas devem surgir. Para o delegado Wellington, é preciso ter cautela na contratação de funcionário e pesquisar os antecedentes da pessoa antes de colocá-la dentro de casa.

Leia também:  Policiais trocam tiros com criminosos e helicóptero é atingido em SP
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.