Reprodução
Reprodução

O ex-jogador de tênis Gustavo Kuerten chorou  ao ser julgado pelo Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) da Receita Federal nesta terça-feira. Segundo reportagem do jornal “Estado de São Paulo”, Guga tenta se livrar de multas e impostos que somam mais de R$ 5 milhões.

Guga fez a própria defesa no Carf e foi tietado pelos integrantes do conselho durante e após o julgamento. Os integrantes do conselho votaram contra o tenista, mas aproveitaram a oportunidade para tirar selfies com ele. O julgamento do caso será retomado em novembro porque foi feito um pedido de vista. A relatora, Patrícia da Silva, votou a favor do recurso de Guga e duas conselheiras foram contra.

Leia também:  Criança consegue fugir e pedir ajuda após ver pai matando a facadas mãe e irmãos

A Receita Federal questiona o pagamento de Imposto de Renda sobre rendimentos com patrocínios e torneios do atleta entre os anos de 1999 e 2002 por meio da empresa Guga Kuerten Participações. A Receita adiz que a tributação deveria ter sido feita como pessoa física, ma Guga alega que precisava de uma estrutura profissional de uma empresa.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.