Foto: Caio Fulgêncio/G1
Foto: Caio Fulgêncio/G1

Um grupo de presos do semiaberto, que cumpre pena na Unidade Prisional 4 (UP4), conhecida como “Papudinha”, fez um protesto em frente ao Fórum Criminal de Rio Branco e ameaça fechar rua que dá acesso ao prédio, na manhã desta segunda-feira (24). Após uma invasão na unidade, na terça (18), eles foram liberados do pernoite até o sábado (22), quando tiveram que retornar, porém, os presos alegam falta de segurança e, por isso, dizem que não vão voltar para a unidade enquanto o Estado não oferecer segurança.

Os presos da UP4 são do regime semiaberto e saem durante o dia, retornando à noite para dormir na cadeia. Quando voltavam para dormir na unidade, na noite desta terça, os detentos sofreram uma emboscada de uma quadrilha de ao menos 25 criminosos, segundo a Secretaria de Segurança.

Leia também:  Enchentes no Amazonas deixam 39 municípios em situação de emergência

A juíza da Vara de Execuções Penais, Luana Campos, justificou a liberação devido ao prédio ter ficado deteriorado após a tentativa de invasão e tiroteio. Na decisão, consta ainda que quando os detentos voltassem a dormir na UP4 a segurança deveria ser reforçada.

O diretor da UP4, Denis Picolo, informou que ao todo são 310 deveriam ter dormido no presídio no sábado. Segundo ele, apenas 65 voltaram para a unidade façltando 245 presos.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.