A Polícia Judiciária Civil identificou e qualificou os sete assaltantes do roubo a Cooperativa de Crédito Sicredi, na manhã de segunda-feira (10), em Rondonópolis (212 km ao Sul). Três deles têm passagens criminais por roubo à mão armada, tráfico de drogas, receptação e sequestro e cárcere privado. A identificação dos criminosos foi realizada em conjunto com a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec).

Um homem, que sobreviveu após os disparos, uma mulher e uma adolescente vão responder por roubo, resistência a prisão, tentativa de homicídio, porte ilegal de arma de fogo e associação criminosa, sendo a menor em ato infracional análogo aos delitos.

No momento da abordagem, realizada em uma residência no bairro Jardim Nilmara, policiais civis da Gerência de Operações Especiais (GOE), da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) e da Delegacia de Roubos e Furtos (Derf) de Rondonópolis foram recebidos a tiros pelos criminosos.

Leia também:  Polícia apreende arma e munições e homem é detido em residência no Jardim Iguassu

Os policiais revidaram com disparos que culminaram na morte dos assaltantes: Douglas da Silva Nunes, 24, Kaique Leandro Oliveira Martins, 18, Thiago Rodrigues Soares, 21, Mateus Jones Back, 31, João Paulo Correa da Silva, 17, e Carlos Henrique Fontaneli Nascimento, 21.

O sétimo envolvido, Marcos Antônio Vieira de Oliveira, 20, ficou ferido na troca de tiros e encontra-se internado no Hospital Regional de Rondonópolis. Ele segue em observação médica, sob escolta do Sistema Prisional, e vai responder em flagrante pelo homicídio tentado contra os policiais, porte ilegal de arma de fogo, associação criminosa, resistência à prisão, corrupção de menor e roubo majorado.

Duas mulheres, que estavam na residência, também vão responder por envolvimento na ação criminosa. Eliete Costa Cordeiro, 28, que no momento da ação policial estava de posse de quase R$ 3 mil em dinheiro, foi autuada em coautoria por associação criminosa majorada, corrupção de menores e roubo. Já a menor de idade, namorada de um dos criminosos mortos, J.A.C, 16, foi autuada em ato infracional análogo homicídio tentado, roubo e resistência.

Leia também:  Colisão em cruzamento deixa motociclista ferido no Centro

Durante a ação policial foram apreendidos duas armas fogo, 5 aparelhos celulares e quantia de R$ 33.682,00 mil, reais em espécie.

Passagens criminais

Um dos mortos no confronto, Thiago Rodrigues Soares, chegou a ser preso em 2013 durante operação “Porto Estrela”, por planejar e executar o sequestro da jovem de T.K.G.A, 20 anos, filha de uma policial civil em Tangará da Serra. O sequestro aconteceu às 22h do dia 13 de agosto de 2013, na cidade de Porto Estrela.

O suspeito Kaique Oliveira Martins, que também foi à óbito durante o tiroteio, possui registros criminais por roubo à mão armada, receptação e corrupção de menores na cidade de Rondonópolis.

O investigado, Marcos Antônio, segue hospitalizado. Ele responde criminalmente a dois inquéritos anteriores, na cidade de Primavera do Leste, por furto qualificado, tráfico de drogas e receptação.

Leia também:  Rapaz se relaciona com esposa de detento e é baleado

O caso

O assalto ao banco Sicredi, unidade localizada no bairro Vila Operária em Rondonópolis, aconteceu por volta das 10h de segunda-feira (10), quando a agência foi invadida após o segurança ser rendido.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.