Inserida em um amplo projeto de fortalecimento da qualidade de prestação de serviço à população mato-grossense, a Polícia Judiciária Civil tem promovido melhorias em unidades de todo o Estado. Por meio de parcerias locais, firmadas entre poderes públicos e segmentos da iniciativa privada, novas delegacias foram inauguradas, além da realização de reforço em itens essenciais para atendimento ao público do serviço policial.

Para o Delegado Geral, Rogério Atílio Modelli, a Polícia Judiciária Civil “vem constantemente buscado estratégias para modernizar e atualizar equipamentos e procedimentos, no intuito de que o policial possa dispor do melhor aparato possível a fim de desempenhar de forma satisfatória o trabalho complexo que exerce”.

Divulgação
Divulgação

Armamento e coletes

Fundamental na particularidade do ofício de polícia, pelos riscos inerentes à profissão, o armamento é uma ferramenta de defesa dos policiais e também da população, o que faz com que a troca e recomposição destes equipamentos se tornem essenciais.

Leia também:  Ações na fronteira do Brasil com a Bolívia visam proteger rebanho mato-grossense

Além das quase 455 pistolas (modelos Taurus 640 e 840) entregues em junho deste ano ao recém-egressos nos quadros da Polícia Judiciária Civil, outras 36 submetralhadoras, 22 carabinas e espingardas CT .40, 80 pistolas PT 100, foram entregues às equipes que irão compor o Grupo Armado de Resposta Rápida (GARRA) nas regionais de Cuiabá, Alta Floresta, Rondonópolis, Sinop, e Barra do Garças, além de milhares de munições foram distribuídas aos policiais civis.

policia-civilDe acordo com o Diretor de Execuções Estratégicas (DEE), da Polícia Civil, Mário Dermeval Aravechia de Resende, o critério de distribuição dessas armas buscou priorizar unidades que exercem maior função operacional, caso dos Garras, as Delegacias Especializadas de Roubos e Furtos (DERFs), Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Gerência de Operações Especiais (GOE) e Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO).

Leia também:  Inscrições para expositores já estão abertas

Policiais de outras unidades do interior do Estado também foram contemplados com a troca de armamento realizada junto à Gerência de Armas, Explosivos e Munições, vinculada à DEE, que realizou a distribuição de pistolas fazendo substituição das mais antigas.

Também foram adquiridos e distribuídos no ano de 2016, até o momento, a quantidade de 1.689 coletes balísticos (146 no padrão feminino). “Até o final do ano a PJC deve receber uma quantidade maior de coletes, o que vai permitir a substituição em completo dos coletes vencidos, incluindo coletes femininos (que possuem formato diferenciado) e suprir a carência de policiais civis sem colete”, explica o diretor da DEE.

Três novos prédios foram inaugurados em 2016 para abrigar Delegacias nas cidades de Primavera do Leste, Rondonópolis e Gaúcha do Norte. As unidades foram entregues com padronização visual nas cores e layout oficial da Polícia Civil, aprovadas pela Gerência de Acompanhamento de Obras, Convênios e Projetos, vinculada à DEE.

Leia também:  Concurso da Seduc com 5,7 mil vagas encerra as inscrições nesta terça-feira (15)

As delegacias de Matupá, Canarana, Delegacias Especializadas do Adolescente de Cuiabá, Várzea Grande e Rondonópolis, e a Delegacia Especializada da Defesa da Criança e do Adolescente (Deddica) de Cuiabá estão inseridas no plano de trabalho anual para 2017 e em breve devem apresentar novidades em suas instalações.

Além de novos prédios, e entrega de armamento, coletes balísticos e munições, a reestruturação das delegacias passa também pela implementação e troca de mobiliário usado nas unidades de todo o Estado.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.