O Teleférico do Conjunto de Favelas do Alemão está fechado, por tempo indeterminado, desde a última sexta-feira (14), por falta de pagamento do estado, segundo a consórcio Rio Teleféricos. A expectativa é que cerca de 150 funcionários, que são moradores das comunidades, sejam demitidos. A informação foi confirmada, com exclusividade, pela produção do RJTV 1ª edição.

Foto: Bruno Itan
Foto: Bruno Itan

Segundo o consórcio, a secretaria Estadual de Transportes foi notificada sobre a suspensão das obrigações contratuais de operação e manutenção do teleférico devido à falta de pagamento, que não é efetuado desde abril. O G1 entrou em contato com a secretaria de Transportes, mas até a publicação dessa reportagem não tinha obtido resposta.

Anteriormente, a secretaria havia anunciado que o teleférico do Conjunto de Favelas do Alemão, na Zona Norte do Rio, deveria ficar parado por cerca de seis meses para manutenção, porque durante um reparo, em setembro, havia sido identificada uma “evolução atípica do desgaste” de um dos cabos de tração do teleférico e, por conta disso, a paralisação preventiva do transporte havia sido decretada.

Leia também:  Professor é preso suspeito de estuprar crianças e adolescente em MS

Diante da falta de pagamento, no entanto, as negociações do Consórcio junto a Setrans acordava que a troca dos cabos de tração do Teleférico ocorreria após a regularização dos pagamentos, como o valor devido não foi pago, a operação agora está suspensa por tempo indeterminado.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.