Feijao em supermercado - Foto: Varlei Cordova / AGORA MT
Feijão em supermercado – Foto: Varlei Cordova / AGORA MT

O feijão-carioca, principal vilão da inflação oficial nos primeiros meses deste ano, ficou 4,61% mais barato na passagem de agosto para setembro. No mês anterior, o preço do grão já havia caído 5,6%. As informações foram divulgadas pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplio (IPCA).

Em Rondonópolis para o consumidor sentir a diferença é necessário abusar da tradicional pechincha. O preço do quilo do feijão da marca Rei, por exemplo, varia em três valores de um supermercado para o outro na cidade. O valor do alimento altera de R$ 8,98 a R$ 13,99. Já outras marcas do feijão variam de R$ 8 a R$ 9,28.

Ainda conforme o IPCA, mesmo com as duas quedas consecutivas, o tradicional alimento da mesa das famílias brasileiras ainda acumula alta de 125,67% em 2016.

Leia também:  Exportação de soja registra queda, mas volume se mantém estável

 O economista do Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) André Braz afirma que o preço do feijão ainda tem espaço para recuar, mas avalia que a queda não será suficiente para reverter os ganhos que fizeram o produto mais que dobrar de preço nos primeiros meses deste ano.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.