As noites em claro parecem causar mais problemas do que um dia de cansaço ou olheiras. Segundo um estudo da Universidade Estadual Paulista (Unesp), campus de São José do Rio Preto, dormir pouco aumenta o risco de as mulheres desenvolverem tumores nas mamas. Isso porque, durante o descanso profundo, o corpo produz em larga escala um hormônio chamado melatonina, que vem sendo encarado como um fator de proteção contra esse tipo de câncer.

                                                                   SEJA ATIVO

Leia também:  O coração do brasileiro está em risco. Vamos mudar isso?
REPRODUÇÃO
REPRODUÇÃO

Mantenha o dia recheado de atividades. Um passeio com os amigos, a prática de uma atividade física, uma leitura agradável e, claro, o trabalho são boas opções com que se ocupar. Mas não vá lotar sua agenda de milhares de compromissos, porque o estresse abala o sono.

 

EVITE COMER MUITO À NOITE

REPRODUÇÃO
REPRODUÇÃO

Barriga cheia e sono não combinam. Isso porque o organismo precisa se ativar para processar alimentos e, com uma revolução acontecendo no estômago, fica complicado relaxar.

 

 

            APAGUE TODAS AS LUZES

REPRODUÇÃO
REPRODUÇÃO

Ficar no breu ajuda, e muito, a adormecer. Afinal de contas, a ausência de luz é percebida pela retina, que, por sua vez, passa a mensagem ao cérebro de que chega o momento de se desconectar. Se der para contar os dedos da mão com facilidade, é sinal de que já está claro demais. E sabe quando o smartphone acende no meio da madrugada? Isso também já é capaz de afetar o descanso. Vire a tela para baixo.

Leia também:  Eu posso escrever o final da minha história

 

REPRODUÇÃO
REPRODUÇÃO

NÃO DURMA EM AMBIENTE BARULHENTO

Ruídos (como os da televisão ou do celular) deixam o sono superficial e, assim, conspiram contra a saúde.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.