Imagem: Valeska popozuda
Reprodução

A Justiça determinou a penhora dos bens móveis — fogão, geladeira, televisão, ar-condicionado, aparelho de som e etc —de Valesca Popozuda para o pagamento de uma antiga dívida. Em 2009, a cantora foi contratada pelo empresário Luiz Alberto Moraes de Souza para cantar no aniversário de um amigo dele, em Duque de Caxias. Mas ela não apareceu para fazer o show. De acordo com Luiz Alberto, o contrato previa uma multa de R$ 10 mil caso alguém infringisse alguma cláusula, como o cancelamento do show sem aviso prévio.

A coluna teve acesso ao processo de número 2182015-49.2011.8.19.0021, que corre no Segundo Juizado Especial Cível, na Barra, zona oeste do Rio. Como a Justiça não encontrou nenhum bem imóvel — como casas ou apartamentos — no nome da cantora, ficou decidido pela penhora online. Foi encontrado em uma conta da cantora o valor de R$ 2.700. Esse dinheiro já foi retirado da conta de Valesca e pago ao autor da ação. No último dia 18, a Justiça decidiu pela penhora porta adentro para quitar a dívida. Isso significa que, a qualquer momento, um oficial de Justiça pode ir até a casa de Valesca, no condomínio Península, e retirar seus eletrodomésticos até que o valor dos pertences seja equivalente à R$ 25.673,39.

Leia também:  Tatiano Moreno | "Sou novo mas a moda de viola eu carrego no peito"
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.