Bom dia, boa tarde, boa noite, boa madrugada, meus queridos leitores, queria fazer aqui a minha homenagem a poderosa Dra. Andreia Alves uma das melhores advogadas previdenciárias do Mato Grosso, a derrota que a senhora brilhantemente me imprimiu fez com que eu aprendesse muito, sucesso sempre.

Fim de ano chegando e uma das promoções mais aguardadas está aí, essa coluna gostaria de ajudar os senhores a não cair em golpes nessa data que pode ser, se tomado alguns cuidados, uma chance de os senhores economizarem algum dinheiro.

Para que os senhores entendam um pouco do perigo, vou lhes mostrar um colega meu que mora em Goiânia, chamaremos ele aqui apenas pela primeira letra de seu nome ‘L.’ para ele não ficar tentado a me matar.

‘L.’ é um cyber criminoso, que ganhou mais de R$ 80 mil na última semana com um golpe muito simples pela internet, ele criou sites falsos, aproveitou que o WhatsApp estava oferecendo os serviços de telechamadas e convenceu centenas de pessoas a clicarem em botões no seu site, com a promessa de que estariam atualizando seu WhatsApp para o novo serviço, quando na verdade estavam assinando contratos com custos, onde ele ‘L.’ era o dono da empresa.

Leia também:  Direito da mulher que adota | Entendendo Direito

Resumindo, você entra em um site que não conhece, cumpre ordens que não entende direito, e terá descontado na sua conta de telefone serviços que não precisa e nunca pediu (conscientemente).

‘L.’ vive um estilo de vida incrível, apesar de ser um senhor de mais de 50 anos, coleciona namoradas, carros, viagens e é muito respeitado onde vive, ‘L’ está muito feliz, porque como a maioria das compras no Black Friday é feito pela internet ele faturará entre R$ 200 mil e R$ 500 mil.

Como não ser vítima de ‘L.’ e ainda aproveitar as promoções?

Vamos lá, nas compras pela internet você está protegido pelo Código de Defesa do Consumidor, que é bem claro:

Leia também:  Nova modalidade de emprego na reforma trabalhista | Entendendo Direito

Art. 6º São direitos básicos do consumidor:

III – A informação adequada e clara sobre os diferentes produtos e serviços, com especificação correta de quantidade, características, composição, qualidade, tributos incidentes e preço, bem como sobre os riscos que apresentem.

IV – A proteção contra a publicidade enganosa e abusiva, métodos comerciais coercitivos ou desleais, bem como contra práticas e cláusulas abusivas ou impostas no fornecimento de produtos e serviços.

Para que você possa se beneficiar dessa lei e ser tratado como consumidor, você tem que fazer negócio com um empresário, e não um estelionatário, ou você vai poder apenas acionar a polícia, e não recuperar seu dinheiro (raramente isso acontece).

Então vamos lá:

Leia também:  O Uber ficará em Rondonópolis | Entendendo Direito

Não existe almoço grátis, desconfie de preços absurdamente baixos, já tem um estelionatário fazendo propaganda no Facebook, dizendo ser das lojas Americanas, vendendo uma TV de 55 polegadas das mais modernas de R$ 5 mil por R$ 2.999 mil.

Preste atenção no endereço do site, está escrito ai no seu computador, normalmente os cyber criminoso usam todas as imagens como se fosse do site verdadeiro, mas no endereço (o nome usado na barra de endereços na parte superior do seu navegador) tem alguma diferença, Ex: um cyber criminoso de Cuiabá chantageia até hoje muitas universitárias que secretamente se prostituíam, porque elas não prestaram atenção que foram convidadas a entrar em um site chamado Facebok e não Facebook, perceberam a diferença?

Busque trabalhar com sites confiáveis, após verificar o endereço.

Boas compras!

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.