Quatrocentos homens da polícia estão em busca de nove criminosos na Cidade de Deus, entre eles o chefe do tráfico na comunidade, o Deco, que foi solto há quatro meses, por uma determinação da Justiça.

Segundo o delegado Felipe Curi, que comanda a operação desta quarta-feira (23), 14 homens já foram presos durante a operação. Além disso, a polícia apreendeu pistolas, drogas, materiais de endolação e telefones. Antenor Lopes, delegado que chefiou uma operação para prender Deco no ano passado, diz que ele é um criminoso muito perigoso, considerado um “bandido de guerra”.

Imagem: Polícia faz o cerco na Cidade de Deus
Divulgação

Na semana passada, criminosos da Cidade de Deus tentaram invadir a Gardência Azul, comunidade vizinha dominada por uma milícia. “Ele é um bandido de guerra, que tem muita experiência no crime, e, há 20 anos, ele fica entrando e saindo de presídios, aterrorizando aquela comunidade”, explica o delegado Antenor.
Na operação, policiais fizeram buscas em casas e, quem passava pelas ruas, era revistado. Ao todo, 22 escolas e creches não abriram nesta quarta-feira (23), deixando mais de 6 mil estudantes sem aula.

Leia também:  Caminhão explode após colisão com carreta e motorista morre carbonizado

Moradores reclamaram da ação dos policiais, alegando que suas casas foram invadidas e que tiveram as portas arrombadas. Entre os moradores que reclamaram está o rapper MV Bill.

O delegado, no entanto, rebateu o cantor: “Estamos com mandados de buscas e apreensão que foram deferidos pela Justiça. Com relação aos arrombamentos, gostaria de dizer que isto está na lei. Está no Código de Processo Penal. Se nós chegamos numa residência e nela não tem ninguém, nenhum morador abre a porta, nós podemos, sim, fazer o arrombamento.”

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.