O senador por Mato Grosso, José Medeiros (PSD), poderá disputar a presidência do Senado Federal em 2017 com o apoio do presidente Michel Temer (PMDB) e da base aliado do Palácio do Planalto.

Medeiros, que assumiu a cadeira de senador deixada pelo governador Pedro Taques (PSDB), após a eleição de 2014, vem ganhando a confiança do governo federal e se tornando um verdadeiro “cão de guarda”, por conta da defesa ferrenha do governo Temer e de suas propostas com a PEC 241 e a MP do Ensino Médio, como também o mais críticos à oposição e aos movimentos sociais e populares.

“Fui procurado por alguns senadores da base aliada de diversos partidos sobre essa possibilidade de disputar a eleição da presidência do Senado e coloquei o meu nome à disposição. Vamos reunir com mais senadores na próxima semana para aprofundar as discussões”, disse Medeiros.

Leia também:  Paulo Taques emite nota sobre prisão

De acordo com a cúpula governista, o candidato do governo precisa ser ficha limpa e ter “bom trânsito” entre os senadores. Medeiros se encaixaria nesse perfil, tanto que é o atual vice-líder do governo federal no Congresso Nacional.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.