O prazo para que o prefeito eleito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (PMDB) e o concorrente nas urnas Wilson Santos (PSDB), informem a Justiça Eleitoral as receitas e gastos da campanha relativos ao 2º turno encerra no próximo sábado (19).

“A obrigatoriedade de prestar contas atinge todos os candidatos e partidos, independentemente de terem ou não feito campanha eleitoral ou de terem sido eleitos ou não. É uma medida necessária, que visa combater ilicitudes e tornar transparente a gestão dos bens e dinheiros utilizados durante a campanha eleitoral”, destacou o coordenador da Coordenadoria de Controle Interno e Auditoria do TRE-MT, Daniel Taurines.

O candidato que não presta contas da campanha eleitoral fica impedido de obter a certidão de quitação eleitoral pelo período do mandato que disputou.

Leia também:  Silvio Negri propõe a instalação de faixas 3D em ruas de Rondonópolis

Logo, segundo o TRE, a ausência da prestação de contas impede a diplomação do eleito e traz diversas consequências para o mesmo.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.