Imagem: drones são usados para levar medicamento
Foto: reproduçã

Uma start-up dos Estados Unidos está usando drones para transportar material médico e salvar vidas em vilarejos afastados nas florestas de Madagascar, uma ilha que pertence à África.

O serviço da Vayu está em testes. O equipamento é capaz de decolar e pousar na vertical, e carregar até 2 quilos de carga a uma distância de até 60 quilômetros.

Em questão de minutos os drones levam amostras de sangue de um vilarejo não servido de estradas, até um laboratório central, a 13 quilômetros de distância.

A ideia é que as aeronaves sirvam de apoio para equipes médicas em trabalho de campo.

Eles pode, transportar amostras coletadas dos pacientes para exames laboratoriais, além de equipamentos e insumos usados para o tratamento, como vacinas e medicamentos.

Leia também:  Cessar-fogo avança e milhares de pessoas devem deixar fronteira entre Síria e Líbano

A star-up

A Vayu foi fundada em 2014, em Michigan, nos EUA, por profissionais da Universidade Stony Brook.

A empresa firmou parceria com o governo local e com a Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID).

Depois de Madagascar, a empresa planeja usar a tecnologia em Papua Nova Guiné, Malawi, Filipinas e Nepal.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.