Um jovem autor de dois crimes de homicídios e ocultação de cadáver foi preso pela Polícia Judiciária Civil, no município de Barra do Bugres (168 km a Médio-Norte), na quarta-feira (22.08). O suspeito, Derivaldo Cândido de Lima, 19, conhecido como “Lagoinha”, estava com mandado de prisão temporária decretado pela atuação nos crimes.

O primeiro crime aconteceu no dia 29 de maio deste ano, no bairro Maracanã. Na ocasião, a vítima Nélson Ferreira da Silva, 37, discutia com o cunhado de Derivaldo, quando o suspeito se aproximou e usando uma faca, desferiu um golpe na região do abdômen da vítima. Ferido e caído no chão, ele foi socorrido e encaminhado para atendimento médico, mas não resistiu ao ferimento e morreu no dia seguinte.

Leia também:  Caminhonete roubada em lanchonete é abandonada e recuperada pela PM

Pouco tempo depois, no mês de junho, a Polícia Civil de Barra do Bugres foi acionada para atender uma ocorrência de desaparecimento da pessoa de Valdenilto da Silva, 26.Durante diligências os policiais civis identificaram o corpo de Valdenilto enterrado em um terreno baldio no bairro Jardim Alvorecer. O corpo em avançado estado de decomposição estava esquartejado, com a cabeça e os braços separados do tronco.

Nas investigações, Derivaldo foi apontado como o autor dos dois crimes. Foragido, o suspeito teve o pedido de prisão temporária decretado pelo juízo da Comarca local. Com o mandado judicial deferido, os investigadores conseguiram localizar e prender o suspeito em um sítio no Assentamento Campo Verde, município de Barra do Bugres.

Leia também:  Vila Rica | Gêmeos em bicicleta morrem atropelados por carreta

Na Delegacia de Polícia, o preso foi interrogado pelo delegado João Paulo Praisner, e acabou confessando a autoria dos dois homicídios. Ele contou que cometeu o primeiro crime porque a vítima estava discutindo com seu cunhado.

No segundo caso, o suspeito relatou ter visto pela janela o momento em que Valdenilto subtraiu uma toalha de seu varal. Em seguida, Derivaldo em poder de um revólver calibre 38, saiu em perseguição da vítima. Ao localizar Valdenilto numa casa em construção no bairro Jardim Alvorecer, o acusado desferiu seis disparos de arma de fogo contra a vítima.

Após o homicídio, o suspeito disse que se escondeu em uma mata nas proximidades, onde ficou cerca de duas horas. Posteriormente, retornou no local do crime e decidiu arrastar o corpo até um terreno baldio. “No terreno, o criminoso cavou um buraco para enterrar a vítima, mas como a cova ficou pequena, Derivaldo decidiu cortar a cabeça e os membros superiores da vítima”, explicou o delegado.

Leia também:  Após fazer buraco em muro, quadrilha invade casa e aterroriza família

O delegado de polícia Barra do Bugres, enalteceu o empenho e compromisso de toda equipe da delegacia que após meses de buscas e procuras de informações conseguiram com êxito localizar e prender o autor, bem como elucidar os homicídios.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.