Imagem: kombis
Foto: Alberto Pizzoli/AFP

Em um escondido depósito no centro de Florença, dois entusiastas se empenham em deixar como novas antigas Kombis, míticos utilitários da Volkswagen, a maioria delas vinda do Brasil.

Alguns desses veículos têm mais de 50 anos, porém, depois de serem desmontados, reparados e, às vezes, adaptados para as tendências atuais, podem resistir a outro meio século, assegura Giacomo Nucci, mecânico e especialista em renovar esses veículos, dando-lhes um toque “vintage”.

“Com uma boa manutenção, as Kombis são indestrutíveis, ainda que tenhamos que refazer uma boa parte da mecânica, mantendo os motores de origem”, explica Nucci, perto de um “pulmino” (micro-ônibus em italiano), que parece recém-saído da fábrica, apesar de já ter uns bons anos.

Leia também:  Criança de 3 anos foi a única sobrevivente em queda de avião na Rússia

Nucci se dedica a operar essas máquinas há 7 anos, eternos símbolos de liberdade, para colecionadores e também para empresas de publicidade.

Imagem: kombis.
Foto: Alberto Pizzoli/AFP

Empresas de moda “nos pedem Kombis sob medida” para fotos de catálogos, explica o mecânico, assegurando que há poucas empresas que ofereçam esse tipo de serviço.

Foi Mauro Altamore, um italiano que viveu por muito tempo no Brasil, que idealizou este “hospital” para antigas Kombis, cujos clientes vêm de toda a Itália, e também da Europa.
Confessa que se interessou quando pequeno por essas caminhonetes com motor traseiro, quando colecionava miniaturas do também famoso Fusca da Volkswagen. Esse carro lendário dá uma parte de seus elementos mecânicos (motor e eixo) para as Kombis.

Leia também:  Ataque em centro de reabilitação no México deixa 8 pessoas feridas e dezenas mortas

Esses automóveis, alguns totalmente transformados segundo os gostos dos clientes, têm entre 40 e 50 anos. Depois de renovados, podem ser vendidos entre 10 mil e 50 mil euros (cerca de R$ 180 mil), segundo Altamore.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.