As 641 mulheres eleitas ao cargo de prefeita nas eleições municipais 2016 representam 11,57% do total. O número apresentou queda em relação ao pleito de 2012, quando elas somavam 659 prefeitas eleitas, o que correspondeu a 11,84% do total. Apesar da legislação impor cota de gênero, a participação feminina na política ainda é pequena se comparada aos homens, que só nestas eleições elegeram 4.898 prefeitos, total de 88,43%.

O número de vereadoras também apresentou redução em 13 capitais em 2016, na comparação com a última disputa municipal, em 2012. Na região norte, em Rio Branco (AC), foram eleitas quatro vereadoras em 2012 e apenas duas em 2016, enquanto 13 homens foram eleitos em 2012 e 15 em 2016.

Leia também:  Grampos ilegais levam Paulo Taques para a cadeia

Em Cuiabá (MT), uma mulher se elegeu vereadora em 2012 contra 24 homens vereadores. Em compensação, em 2016 nenhuma mulher se elegeu e os homens ocuparão 25 vagas de vereadores.

Maioria feminina
Na contagem geral, dos 5.668 municípios brasileiros, 2.963 possuem maioria feminina no eleitorado. No entanto, em apenas 24 municípios as mulheres são maioria nas câmaras dos vereadores: na região norte, na cidade de Apuiarés (CE) são cinco vereadoras contra quatro vereadores, em Breu Branco (PA) foram eleitas sete mulheres e seis homens e em Caroebe (RR), cinco vereadoras contra quatro vereadores.

Reeleição
Em 1.286 dos 5.568 municípios brasileiros, todos os vereadores são do sexo masculino. No caso de reeleição, em 2012, 37 mulheres foram reeleitas prefeitas e 322 prefeitos. Em 2016 esse número passou para 159 prefeitas e 1.224 prefeitos. No caso de vereadores, em 2012, 585 mulheres foram reeleitas e 4.970 homens reeleitos. Em 2016, foram 2.771 mulheres reeleitas e 21.185 homens reeleitos.

Leia também:  Projeto prevê o plantio de árvores frutíferas em APP’s e terrenos baldios da cidade
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.