Terminado o segundo turno das eleições em Cuiabá e encerrado o prazo para a prestação de contas dos candidatos, volto a escrever com mais tranquilidade para o blog, que estava um tanto quanto abandonado. Na verdade, estou voltando a ter vida normal.

Viver/trabalhar em uma campanha eleitoral é empolgante, mas em contrapartida exige-se muito daqueles que atuam nesta área. Não existe dia e nem hora para receber intimações, ligações e os mais diversos tipos de consulta. Só aguenta mesmo quem gosta do Direito Eleitoral.

Passada essa fase turbulenta e fazendo uma análise profunda o que se vê é que o eleitor deu o seu recado. A política e os políticos precisam mudar. O povo quer mudança.

Não tenho dados concretos de todos os munícipios de Mato Grosso, mas fazendo um panorama só dos munícipios da região Sul do nosso estado, afirmo sem sombra de dúvidas que houve uma renovação de 70% dos gestores. Em Rondonópolis, Pedra Preta, Guiratinga, Tesouro, Jaciara, Poxoréu, Primavera do Leste, Alto Garças, Alto Araguaia e Alto Taquari, venceram candidatos que não concorriam a reeleição ou que não estavam sendo apoiados pelos prefeitos atuais.

Leia também:  Como será o amanhã? | Política Legal

É preciso saber ler o resultado das urnas e neste ano eleitoral, está mais do que evidente que o eleitor está insatisfeito com os políticos em exercício. A vontade de mudança é tão grande, que mesmo naqueles casos, em que concorria somente políticos já conhecidos da grande massa (como era em Rondonópolis), ainda assim o eleitor optou por votar em que não estava concorrendo a reeleição.

Em relação aos vereadores não foi diferente. Em Rondonópolis, por exemplo, dos 21 eleitos, entram 11 novos eleitos, sendo 10 reeleitos, ficando de fora candidatos já consagrados e detentores de vários mandatos.

Este novo posicionamento dos eleitores, sinaliza esperança e um sentimento de que as coisas podem melhorar. Quanto mais politizado for o eleitor, maior é a chance de acertar o seu voto e via de consequência ter um município, um estado e um país melhor.

Leia também:  Lula pode ser candidato? | Política Legal

Outro indicativo de que o eleitor tem dado sua resposta na urna, isto é, sua insatisfação foi a eleição em Cuiabá. Lá concorriam dois candidatos experts em campanhas eleitorais. Venceu aquele que não era apoiado pelo governador do Estado.

O povo deu uma clara demonstração de que está insatisfeito com a forma de administrar do nosso governador. São evidentes as qualidades do atual governo, em especial em relação a forma proba de conduzir suas ações. Mas a falta de tato, de jeito, ao se tratar temas sensíveis, como a educação, a saúde e principalmente os direitos dos servidores públicos, desaguou em uma derrota histórica para o PSDB que obteve da forma mais dura a resposta do eleitor.

Leia também:  Propaganda fora de época? | Política Legal

De tudo o que se extrai destas eleições, a lição que fica é a de que é preciso mudar urgentemente a forma de se fazer política. Quem quiser se candidatar nas próximas eleições, vai precisar muito mais que um bom marqueteiro. O eleitor já mostrou que não é bobo e que tem consciência de que o voto é a maior arma para retirar da vida pública os espertinhos de plantão.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.